Covid-19 Nota Informativa

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DE MONSERRATE

Atendendo às recomendações da Direcção Geral de Saúde e ao comunicado do Primeiro Ministro, na noite de ontem, assim como o comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa, reforçado pelo D. Anacleto Oliveira, no dia de hoje, nesta fase de contenção do surto infeccioso COVID-19 e porque neste momento "a maior responsabilidade de cada um, o maior dever, é cuidar do Outro" (António Costa), o Pároco e o Conselho Pastoral Paroquial apontam algumas orientações para a nossa vida paroquial neste tempo de contingência:

1. As portas das nossas igrejas (S. Domingos e Santuário de Nossa Senhora d'Agonia) estarão sempre abertas. Nelas encontraremos sempre a paz, a confiança e a força de que tanto necessitamos neste tempo em que não estamos todos infetados, mas afetados. Diante do Santíssimo Sacramento muitos homens, mulheres e famílias encontraram para as suas vidas essa outra cura.

2. Evitemos excessivos alarmismos, as situações de pânico e sejamos responsáveis, seguindo todas as orientações de prevenção apontadas pelas autoridades competentes.

4. A partir de hoje, dia 13 de Março, não haverá Missas à Semana e ao Domingo na Igreja de S. Domingos e no Santuário de Nossa Senhora d'Agonia até ser superada a atual situação de emergência. Recomendamos que acompanhem, pelo menos a missa dominical, pela rádio, televisão e internet. Ficam também suspensos os batismos e casamentos. Os funerais serão celebrados exclusivamente com a presença de familiares diretos. Nestes tempos, a grande lei, os melhores ritos, preceitos e deveres é o Homem e a atenção pelo outro.

5. A catequese fica suspensa já no próximo domingo, dia 15 de Março, até ao final das férias da Páscoa. O critério será o mesmo para as escolas. Apesar de não haver encontros na paróquia, este tempo pode ser uma ocasião para a Quaresma sair reforçada, valorizando a família e "em família". É o tempo da Igreja Doméstica. No boletim paroquial "Pedra Angular", na nossa página da internet e do facebook continuaremos a publicar as ajudas habituais que vos permitirão fazer oração e celebrar a fé em ambiente doméstico.

6. As reuniões de grupos e movimentos da Paróquia ficam suspensas.

7. A visita aos idosos e doentes, por parte do Pároco, membros da Pastoral da Saúde, da Legião de Maria e de outros paroquianos ficam suspensas, a não ser em casos excecionais, a pedido do doente ou idoso e devidamente protegidos. Porém, deve-se contactar com eles via telefone.

8. A Celebração Penitencial, prevista para a o 5º Sábado da Quaresma, passa para o Tempo Pascal ou outro momento oportuno. Porém, tomadas as devidas precauções, jamais se negará a confissão a quem a pedir individualmente.

9. Fica suspensa a Adoração Comunitária do Santíssimo Sacramento, na Quinta-Feira Santa (noite da visita às capelas). Porém, recomenda-se que cada um o faça individualmente e tomando as devidas precauções. Suspendemos igualmente a Visita Pascal.

Nestes tempos, sentimos a especial proteção da Mãe, Senhora de Monserrate, e que também invocamos com especial afeto como Senhora d'Agonia.

Três santos de especial devoção, nos inspiram e nos protegem:

- S. José, Pai na Fé e na confiança em Deus;

- S. Bartolomeu dos Mártires que, em tempos de peste na cidade de Braga, saiu a consular e curar;

- S. Roque, jovem peregrino, por ocasião da peste negra, era incansável na atenção para com aqueles que necessitavam da sua ajuda física e espiritual.

ORAÇÃO PARA ESTE TEMPO DE FRAGILIDADE

(Conferência Episcopal Italiana)

Ó Deus omnipotente e eterno, alívio e conforto na nossa fadiga,

amparo na debilidade: de Ti, todas as criaturas recebem energia, existência e vida.

Vimos a Ti para invocar a tua misericórdia, pois que, hoje, experimentamos mais a fragilidade da condição humana vivendo a experiência de uma nova epidemia viral.

Confiamos-Te os doentes e as suas famílias: cura-lhes o corpo, a mente e o espírito.

Ajuda todos os membros da sociedade a desempenharem a própria missão e a reforçar o espírito de solidariedade entre eles.

Ampara e conforta os médicos e os operadores sanitários que atuam na linha da frente, e todos quantos cuidam de cumprir bem o seu serviço.

Tu que és fonte de todo o bem, abençoa abundantemente a família humana, afasta de nós todo o mal e dá uma fé sólida a todos os cristãos.

Livra-nos da epidemia que nos está a atingir, para que possamos voltar serenos às nossas habituais ocupações. E possamos louvar-Te e agradecer-Te com coração renovado.

Em Ti confiamos e a Ti elevamos a nossa oração, porque Tu, ó Pai, és o autor da vida, e com o Teu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em unidade com o Espírito Santo, vives e reinas pelos séculos dos séculos.

Ámen!

Maria, saúde dos enfermos, rogai por nós!

O Conselho Pastoral Paroquial

ORAÇÃO DO PAPA FRANCISCO

Ó Maria!

Tu resplandeces sempre no nosso caminho

como sinal de salvação e de esperança.

Confiamo-nos a Ti, saúde dos enfermos,

que junto da Cruz foste associada à dor de Jesus,

mantendo firme a tua fé.

Tu, Salvação do Povo de Deus,

sabes bem de que coisa mais precisamos

e estamos seguros de que proverás

para que, como em Caná da Galileia,

possa voltar a alegria e a festa

depois deste momento de provação.

Ajuda-nos, Mãe do Divino Amor,

a conformar-nos com a vontade do Pai

e a fazer aquilo que Jesus nos disser,

Ele que tomou sobre si os nossos sofrimentos

e carregou as nossas dores

para nos conduzir, por meio da cruz,

à glória da Ressurreição. Ámen

À Vossa proteção nos acolhemos, Santa Mãe de Deus.

Não desprezeis as nossas súplicas, nós que estamos na provação,

e livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita!